A lagarta que nos habita

​​

Ouça a música que eu escolhi pra você

Nosso corpo é um eterno casulo que em algum momento vai se quebrar pra deixar ir a linda borboleta que se formou, e logo abrigar mais um nascimento de um novo corpo, uma nova lagarta que logo vai se quebrar de novo e deixar voar, tudo mais uma vez. esperar crescer pra esperar o vôo sempre sentindo o caminhar lento do próximo movimento. Hoje eu não tenho muito pra dizer, só que sinto um lento e novo caminhar, esperando as cenas dos próximos capítulos. Então fico por aqui, desejando muito amor! <3 Um beijo, Sil Ps: obrigada a todas as pessoas que me escreveram na última QuintaLeve! Foi muito importante pra mim e me aguardem, que vem coisa boa por ai! <3

crédito da imagem: Ellie Davies (dá uma olhada nas florestas fantásticas que ela cria aqui!)

Posts Recentes

Arquivo

Casamentos e presentes especiais feitos à mão