Os planos dos primeiros passos


(Leia esse texto ouvindo essa música.)

Os primeiros passos tem alguns desejos que secretamente escondem dos planos.

O plano pensa ser o líder e indica o lado especificamente calculado.

Só que o passo sente o chão, se tem folhas, cimento, terra, lama ou areia. Ele comunica a central, mas nem sempre é ouvido.

O passo é teimoso e também se sente líder. É o passo que nos leva às experiências mais surpreendentes mesmo que os planos mandem o contrário. O passo é corajoso.

Quando o primeiro passo é dado, a liberdade, que é amiga da coragem, abre caminhos. E quando a liberdade se mostra, surpresas também aparecem, e o próximo passo nunca é certo.

O plano fica meio maluco. Ele aciona a ansiedade. Mas nada adianta, o passo continua por caminhos incertos. Às vezes meio escuros e com barulhos estranhos. E tudo bem.

O passo é antes de tudo curioso, ele sente o que acontece, não o que está por vir, e simplesmente caminha.

Há momentos de harmonia entre passo e plano, em que o sol aparece brilhando por de trás de uma cachoeira. Às vezes, o passo pausa, mas pausa também é movimento.

E aí, o plano se adapta ao passo, assim como o passo se adapta ao plano, nunca deixando seu desejo de caminhar.

Deixe que o caminho se faça caminhando. Curioso, corajoso e livre.

Um beijo e bons passos, Sil

*** Esse texto foi escrito originalmente para a QuintaLeve. Toda quinta, eu escrevo textos sobre a vida, as novidades do meu trabalho, insights e inspiracões. É a Quintaleve, de quintal, de leveza, de afeto. Cadastre-se e receba: www.silviastrass.com ***

Posts Recentes