Você também voa?

(Leia esse texto ouvindo essa música.)

Quando a gente não voa, se tranca no próprio peito Fecha os olhos e tudo que pode pra não ver (Nem dentro, nem fora) Mas um dia o coração, teimoso que é, cria asas E ai, o peito se acalma e acolhe Vai assentando até chegar no chão.

É tanto amor que aterra. E há tanto amor aqui na Terra. Um sonho se constrói através do equilíbrio entre saber quando a gente deve voar e também quando colocar os pés no chão. A Remo para Rumos tem esse objetivo: ajudar os sonhos se encontrarem com a realidade. Uma agenda que além de marcar compromissos cotidianos, te ajuda a realizar projetos e ideias mais incríveis.

Não deixa seus sonhos pra depois. Coloque já suas ideias em prática, o mundo precisa do seu amor e criatividade.

Obrigada por sempre estar por aqui. Um beijo e um lindo final de semana! :) Sil

*** Esse texto foi escrito originalmente para a QuintaLeve. Toda quinta, eu escrevo textos sobre a vida, as novidades do meu trabalho, insights e inspiracões. É a Quintaleve, de quintal, de leveza, de afeto. Cadastre-se e receba: www.silviastrass.com ***

Posts Recentes

Arquivo