Quando a maré fica volúvel


(Leia esse texto ouvindo essa música.)

Quando a maré fica volúvel, deixe-se levar um pouco, mesmo que se sinta só. É na solidão que as descobertas mais profundas aparecem. Por que se a maré flui, O amar-se é fluir, e não fugir. E no final das contas, amar evolue. Mesmo com a maré volúvel, Então revele-se. Por que somos todos vulneráveis.

Posts Recentes

Arquivo