Amor pra guardar


Hoje tem uma história de amizade cheia de boniteza.

A Taís e a Talita eram grude na infância, mas a adolescência (e as chatices dessa época!) tinha separado um pouco as duas. Só que a Talita foi morar fora do Brasil nessa época, e elas nunca mais se viram!

Um dia, a Talita resolveu ir pras redes sociais procurar a Taís, ela viria visitar os amigos do Brasil. Quando elas se encontraram, toda a cumplicidade e amor da amizade de infância reapareceram, como se nunca tivessem ido embora.

A Talita iria se casar e queria convidadar a Taís pra ser madrinha. Infelizmente, a Taís não conseguiria ir.

Foi aí que ela me procurou. Com um amor precioso assim, a gente resolveu fazer um porta-jóias-que-também-é-quadro. Uma caixinha trancada, com duas chaves, uma para cada uma guardar e lembrar dessa jóia, que é rara. Dentro, a gente colocou um texto da Taís com todos os desejos que ela queria dizer pra amiga no dia tão importante do casamento. Atrás da caixa, tem um ganchinho pra pendurar na casa nova. E pra Talita matar as saudades da amiga, na tampa da caixa, a gente colocou um frestinha pra ela "bisbilhotar" esse amor.

Não disse que era cheio de boniteza?! :)

Posts Recentes

Arquivo

Casamentos e presentes especiais feitos à mão